Bebida e direção: uma mistura perigosa

Ir em baixo

Bebida e direção: uma mistura perigosa Empty Bebida e direção: uma mistura perigosa

Mensagem  Admin em Dom Nov 08, 2009 3:26 pm

Ao verificarmos as estatísticas dos acidentes de trânsito no Brasil, podemos comprovar o crescimento alarmante do número de ocorrências em que ao menos uma das partes envolvidas estava sob efeito de álcool na condução do veículo.
Talvez por ser um país tropical e na maioria dos estados fazer um calor intenso, ocorra principalmente nesta época do ano um consumo ainda maior de álcool, tornando cada vez mais necessária e redobrada a atenção por parte das autoridades para os perigos da mistura bebida e direção. Desta forma, precisamos exaustivamente alertar a sociedade como um todo para o grande perigo de beber e dirigir. Percebemos os riscos desta mistura ao avaliarmos a coordenação motora dos condutores de veículos, os quais perdem reflexos e conseqüentemente o poder de reação diante das condições adversas a que são submetidos durante a condução. A agressividade no comportamento, a visão distorcida e o excesso de autoconfiança são outros elementos que se tornam presentes e, se o deslocamento for em um percurso muito longo, o sono também contribui para agravar ainda mais a situação. É importante destacar que as mudanças são radicais e os condutores alteram seu modo de agir perante a sociedade e a família, agindo de maneira totalmente diferente do que normalmente fariam se estivessem sóbrios. Ou seja, situações em que normalmente teriam um comportamento prudente no trânsito, respeitando as regras de circulação, se transformam, quando sob efeito de álcool, em um festival de imprudência e descumprimento das regras. E é nesta hora que os conflitos mais banais são motivos suficientes para gerar discórdia, e levam aquele cidadão de bem, um chefe de família a envolver-se em brigas e discussões que acabam em tragédias no trânsito. Hábitos precisam ser revistos, o condutor necessita entender que é o responsável por todos que estão no veículo, devendo refletir sobre isso antes de beber. Alertar sobre o problema do álcool na condução, tornou-se uma obrigação da sociedade e não somente um dever das autoridades. Todos devem fazer sua parte, pois em uma ocorrência não são somente as pessoas envolvidas diretamente que sofrem, mas também a família que está em casa e todas as outras pessoas que, de alguma forma, se relacionam. Portanto, cabe agirmos rapidamente, revendo nossas atitudes, nosso comportamento e criando hábitos e formas para beber e não dirigir.


Fabiano dos Santos Goia/PRF/Educador de Trânsito/Professor.
Publicado no Jornal Agora de Rio Grande.

Admin
Admin

Mensagens : 18
Data de inscrição : 07/11/2009

https://tstriogrande.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum